Programa Doutoral em Física

Objectivos

A Física é uma área de conhecimento fundamental. Juntamente com a Matemática está nos alicerces de todas as outras áreas científicas e tecnológicas. Herdou da antiga Filosofia a demanda pela verdade, pelas leis e conceitos primordiais que nos permitam explicar a matéria, o Universo e mesmo a Vida. Neste sentido, a Física é a área científica que está na fronteira do conhecimento. 

A sua importância para o desenvolvimento foi reconhecida pela Organização das Nações Unidas, que declarou 2005 o Ano Internacional da Física. 

Cumprindo os objectivos do 3º ciclo de garantir uma formação conducente a capacidades de inovação conceptual ou instrumental, de análise crítica e avaliação, de promoção do progresso tecnológico, capacidades que resultam da especialização e compreensão sistemática numa sub-área científica-tecnológica e da aquisição de aptidões e métodos de investigação, este programa doutoral visa a formação de especialistas com grande capacidade de inovação e de promoção de progresso tecnológico nas seguintes sub-áreas da Física:

  • Física de Superfícies e Interfaces (Filmes finos, Catálise, Processos de interface a nível molecular, espectroscopias de superfície);
  • Estudos em Materiais Avançados (nano-estruturas, isoladores, óxidos semi-condutores de banda larga, materiais magnéticos e super-condutores, cristais líquidos);
  • Interacções Atómicas e Moleculares (Processos em moléculas ambientais e biológicas, interacção de feixes moleculares, estudos relativistas auto-consistentes de átomos e moléculas);
  • Reacções Nucleares (Reacções nucleares relevantes para a Astrofísica Nuclear);
  • Óptica (Multi fotoionização, óptica não linear);
  • Desenvolvimento de materiais (escritos e laboratoriais) para o Ensinos Básico e Secundário, incluindo formação de professores;
  • Nestas sub-áreas, as temáticas cobertas correspondem a domínios de grande importância (com grande repercussão internacional), não só em termos fundamentais, mas também em termos do potencial de aplicação tecnológica.

Saídas Profissionais

Garantindo a formação de especialistas com grande capacidade de inovação e de promoção de progresso tecnológico na área da Física, este programa doutoral tem como saídas profissionais as carreiras docente universitária e/ou de investigação, bem como lugares técnicos de topo em empresas de desenvolvimento, nomeadamente nas sub-áreas indicadas nos objectivos. Entre as capacidades com que se pretende dotar os candidatos constam o espírito crítico, autonomia conceptual e empreendedorismo, visando a criação de novas empresas.

Organização

O programa é constituído por um curso de doutoramento com 60 ECTs, e uma tese de doutoramento com 180 ECTs.  A realização do curso de doutoramento dá direito a um Diploma de Estudos Avançados (DEA).

 

Vagas: 15

Regras de Admissão

Para ingressar no programa de Doutoramento em Física, o candidato deve satisfazer as condições estabelecidas na legislação nacional, nos normativos da UNL e da FCT-UNL, e respeitar pelo menos uma das condições expressas nas alíneas seguintes:

  • Possuir o grau de mestre em áreas científicas de Física, Engenharia Física ou afins, ou equivalente legal, com  classificação final mínima de catorze valores.
  • Ser detentor de um currículo escolar, científico ou profissional na área da Física que seja reconhecido pelo Conselho Científico da FCT-UNL, sob proposta da Comissão Científica do DF, como atestando capacidade para a realização deste ciclo de estudos.

 

Plano Curricular

Coordenador do doutoramento:

Profª Doutora Maria Luísa de Sousa Leonardo - pdf.coordenador@fct.unl.pt